ATITUDE


A atitude define o que você é para você mesmo. Trata-se de uma postura genuinamente interna, que se expressa como magnetismo que atrai as pessoas e os eventos ressonantes com ela, refletindo-se ainda nos seus comportamentos. Emana do todo que você é envolvendo corpo, mente, emoções, sentimentos, inteligência e consciência. Isto é, o ser espiritual atuando com todas as suas faculdades, positivamente, através do corpo físico.

Assumir essa postura interna e se bancar nela com autoestima requer a renúncia de muitas crenças, assimiladas erroneamente sobre a natureza humana, a finalidade da evolução e as regras estabelecidas por instituições controladoras e manipuladoras das consciências humanas, para seus interesses.

Resume-se em, viver por si, estar em si, tomar posse de si. Não se trata de egoísmo, egocentrismo ou egolatria.

Viver por si significa ser o que você é, e não o que os outros determinam que seja. Ser o que você é vai mais fundo que apenas ser quem você é. O que você é define a sua natureza espiritual; quem você é define a sua personalidade temporária.

Estar em si é presença, consciência de si; tornar-se o observador de si, sem julgamentos, sem comparações.

Tomar posse de si é exercer o seu poder espiritual, manifestando sua inteligência e consciência, fazendo escolhas por si mesmo e assumindo a responsabilidade, por elas e por seus resultados. É bancar-se em si mesmo.

Portanto, atitude é o que define como você manifestará a sua experiência na encarnação atual. Ela gera experiências de progresso e prosperidade, ou frustrações e miséria.

Assumindo elevada autoestima e postura firme e confiante, atitude, o seu magnetismo se encarregará de atrair as melhores experiências e as oportunidades mais enriquecedoras nos diversos campos da sua existência.

De nada adianta pensamento positivo sem atitude positiva. O pensamento, tal como o definimos, é volátil e frágil. Pensamento como reflexo da consciência na mente gerando atitude tem força determinante, mas aqueles pensamentos confusos que transitam na superfície da mente, desordenadamente, na maioria das vezes sendo apenas reflexos de emoções despertadas por estímulos alheios, não têm força para mudar absolutamente nada, apenas para repetir padrões já condicionados por hábitos. Se eles tivessem força para mudar alguma coisa, provavelmente você não estaria mais vivo.

O pensamento/atitude determina a vida que você escolhe viver. O pensamento consciente gerado da atitude consciente, do eu sou verdadeiro, não do eu falso criado para consumo social.

A mente é o campo da consciência desperta; o espelho da vida refletindo tudo e todos. Percebe-se, no entanto, que esse campo da consciência desperta ainda é mínimo, para a maioria cujo viver é apenas reflexo de estímulos externos e dos condicionamentos assimilados, que permanecem no campo inconsciente da mente determinando os rumos da vida.

Com a expansão da consciência, o eu consciente começa a atuar no campo inconsciente da mente e programar as experiências mais positivas. E vai além da mente atuando também campo quântico, ou fluido cósmico universal, tornando-se um cocriador consciente de novas realidades mais positivas para si e para a coletividade.  

Luìz Trevizani – 03/09/2017

Confira também: http://www.desenvolvertalentos.com/instituto-luz-da-consciencia