Existem nomes ruins?


O nome que cada um de nós recebeu ao nascer fixou as características básicas da constituição da nossa personalidade, em torno do qual ela se desenvolveu agregando elementos da cultura familiar, da educação, da moral e da ética, da sociedade, da nação que escolhemos ou fomos enviados para viver a experiência evolutiva terrena, além de outros diversos. Ele é nossa identidade no mundo e reflete quem somos na personalidade temporária.

Sendo ele uma formação literal, isto é, formado por letras, logo ele é conceitual também; representa uma ideia expressa em si e tem um significado. Além do seu significado ele emite vibrações em sua forma.

Cada letra do nome tem um significado e um valor numérico e emite um padrão de onda com frequência específica, e o todo do seu formato combinando as letras cria um padrão mais harmônico ou menos harmônico atraindo elementos favoráveis ou desfavoráveis à expressão dos talentos da personalidade na execução do destino.

Mas isso não é um determinismo fatal, em que a pessoa que possui um nome desarmônico estará condenada ao fracasso sem chance alguma de progresso na vida como afirmam alguns gurus em suas literaturas mais antiquadas baseadas em conceitos dramáticos.

A escolha do nome pelos pais é uma consequência dos padrões mentais, do nível da consciência, do patamar evolutivo, da cultura de cada povo, da sintonia dos espíritos familiares e nada acontece por acaso, e ninguém recebe um peso maior que as suas próprias forças, pois existe uma ordem suprema atuando através de leis naturais específicas para manter tudo no mais absoluto equilíbrio.

São as leis divinas permitindo exercermos nosso livre arbítrio dentro das margens de segurança estabelecidos para a nossa evolução. Portanto, ninguém está desamparado à deriva da própria sorte mesmo que, por um certo tempo, nos seja permitido destruir o mundo material, pois o espírito sobrevive e é eterno.

Todo espírito em evolução se agrupa com seus semelhantes, por afinidades diversas, e segue com eles enquanto for necessário estar com eles, para a sua evolução e a de todos.

Nós somos mais que o nome que nos identifica na personalidade, e com nossa vontade e consciência desperta podemos superar as dificuldades resultantes das desarmonias existentes nele.

Portanto, se você é uma daquelas pessoas portadoras de um nome classificado como “ruim” pacifique-se, porque traz igualmente em si forças essenciais para superar a esse desafio.

Aliás, assim funciona o mecanismo da evolução, sempre nos impulsionando por meio de desafios, muitas vezes pela dor, até que despertamos e assumimos a direção da nossa existência por capacitação da inteligência e da consciência iluminada.

Existem meios de se criar harmonia, em paralelo com o nome original que recebemos, através dos recursos que a Numerologia Cabalística dispõe.

E na medida em que nos tornarmos mais conscientes da importância de um nome harmônico e nos libertarmos das tradições e costumes da nossa cultura materialista, haveremos de planejar melhor os nomes dos nossos filhos, assim como alguns povos o fazem desde as suas origens. 

Luìz Trevizani - 19/05/2017

Visite a nossa escola virtual de Numerologia Cabalística:  http://www.desenvolvertalentos.com/instituto-luz-da-consciencia