Se você busca a paz, apenas pacifique-se. Ela não é uma coisa que se busca em algum lugar. Você não vai encontrar paz nas manifestações de rua, nos movimentos mundiais pela paz, porque ali também se manifesta a energia do conflito interior das pessoas, não a paz.

A paz não é uma atividade; ela é ausência de ação conflitante, e todo bradar por paz é grito que vem do conflito interior.

Se você quer paz, aquiete-se, pacifique-se interiormente; depois saia para perceber como as coisas mudam lá fora, a partir da sua transformação interior, e como as pessoas percebem você. É desta maneira que você vai pacificar o mundo.

Ao se pacificar, você cria um padrão coerente de ondas de pensamentos e sentimentos que se propaga e afeta os outros. Não há necessidade de nenhum esforço, só quietude e paz interior.

Todos os conflitos lá fora são só manifestação dos conflitos interiores das pessoas. Enquanto elas não se voltarem para dentro e se pacificarem continuarão a manifestar os mesmos conflitos de sempre, pelo mesmo princípio do padrão coerente de ondas geradas pelos seus pensamentos e sentimentos.

E ninguém se pacifica sem conhecer a sua realidade interior.

Luìz Trevizani