ATITUDE

A atitude define o que você é para você mesmo. Trata-se de uma postura genuinamente interna, que se expressa como magnetismo que atrai as pessoas e os eventos ressonantes com ela, refletindo-se ainda nos seus comportamentos. Emana do todo que você é envolvendo corpo, mente, emoções, sentimentos, inteligência e consciência. Isto é, o ser espiritual atuando com todas as suas faculdades, positivamente, através do corpo físico. Assumir essa postura interna e se bancar nela com autoestima requer a renúncia de muitas crenças, assimiladas erroneamente sobre a natureza humana, a finalidade da evolução e as regras estabelecidas por instituições ...

Leia mais...

ORGULHO, VAIDADE E EGOÍSMO

Humildade é virtude que se alcança pela observação, mais que por doutrinações moralistas. As múltiplas manifestações da natureza, do micro-organismo unicelular ao anjo celestial, são lições profundamente éticas a se aprender.O ser humano, orgulhoso e egoísta, com toda sua inteligência e as tecnologias que possui é incapaz de produzir uma banana se quer com a mesma textura e sabor que a bananeira faz. No topo da cadeia evolutiva, a posição humana é resultante dos milênios de sua evolução em que aprendeu a gerenciar um complexo sistema orgânico, o mais evoluído dentre todas as espécies, e de uma inteligência mais elaborada e desen...

Leia mais...

O TRABALHO E O PROGRESSO HUMANO

Tudo que se conquista na perspectiva da ética e do bom senso vem através do trabalho honesto executado com dignidade. Só o trabalho conduz ao progresso, efetivamente. Especulações e jogatinas podem produzir resultados financeiros espetaculares, mas não se consolidam como progresso. São predações que deixam rastros de miséria do outro lado, sempre, resultado do desequilíbrio que geram na maré do progresso. O progresso coletivo resulta do equilíbrio entre as forças de trabalho marejadas por ação da vontade humana guiada pelo senso ético, pela vontade e retidão, visando sempre beneficiar a todos quantos são alcançados pela aplicação do...

Leia mais...

A Arte de Ajudar

Ajudar os outros, ou primeiro pensar em si? – Eis uma questão delicada de se equilibrar na balança da consciência. Primeiro de tudo precisamos entender que, ajudar os outros é quase uma arte que precisa ser aprendida, porque nem sempre aquilo que temos a oferecer como ajuda é benéfico ao outro. Nas questões materiais é mais fácil, pois basta identificar a carência do outro e oferecer-lhe o devido auxílio – um copo d’água a quem tem sede, um prato de comida a quem tem fome, uma roupa a quem passa frio. Já, quando a ajuda passa por um aconselhamento é que a coisa se complica, porque tendemos a avaliar a questão do outro...

Leia mais...

Como nós nos tornamos criadores e colaboradores de Deus

O desenho que se faz hoje na mente constrói a realidade que se terá amanhã. Todo pensamento é projeção da consciência criando. A questão que se deve observar é a da origem dos pensamentos, de onde eles são projetados, se eles são da consciência desperta que pensa lucidamente e coerentemente, ou da consciência emocional que repercute os padrões condicionados por hábitos de repetição, que vem do passado, ou ainda se eles são aleatórios passageiros transitórios da coletividade mental. E o que disso resultará como criação de eventos positivos ou atração de eventos aleatórios.Nem sempre nós estamos criando momentos e eventos por von...

Leia mais...

Autoconhecimento e Prosperidade

Para nós, em geral, o conceito de prosperidade está ligado a fortuna, à felicidade por meio da riqueza material e financeira. Esse é um conceito mesquinho e falso de prosperidade. Qualquer tolo pode se tornar milionário, rico financeiramente e continuar um miserável nos demais campos da vida. Nós conhecemos uma diversidade enorme de casos assim, pessoas ricas, muito ricas financeiramente, mas pobres miseráveis nos seus relacionamentos, na ética, na saúde, na autoestima, no respeito pelos outros, na sua paz interior. Assim é que nós encontramos nas avenidas mais sofisticadas das maiores cidades do mundo seres “humanos” vestidos à moda do...

Leia mais...

A Corrupção Começa no Sentimento Corrompido

A corrupção, enquanto parece ser um problema endêmico na sociedade, com raízes nas estruturas políticas e no estado, na verdade ela é mais um mecanismo resultante dos falsetes interiores do ser humano, que começa na falsidade do sentimento e se projeta no comportamento, na sociedade, no mundo, através de suas estruturas políticas e sócio econômicas.Toda corrupção começa na falsidade do sentimento nas nossas relações com os outros.A pequena mentira para justificar o atraso provoca o “efeito borboleta”, que, na soma dos diversos atos similares, de todos, cria a ambientação para a corrupção efetiva no suborno da autoridade política...

Leia mais...

O Mundo Precisa de Silêncio

Há muito barulho atordoando nosso mundo interior. Reflexos do mundo exterior, no qual nós estamos mais ligados que em nosso mundo interior, essas turbulências ocorrem dentro de nós afetando nossa paz, perturbando nossa consciência.O mundo exterior tornou-se um lugar de difícil convivência e muita confusão, porque nós não sabemos distinguir o que é de dentro de nós e o que nos afeta vindo de fora. Nossos conflitos se misturam entre aqueles que projetamos de nosso íntimo e os que reagimos de fora vindo dos outros.Além disso, nós estamos no auge do egoísmo, da separatividade, do individualismo exacerbado, do orgulho e vaidade, do materialis...

Leia mais...

O Sentimento é a razão da vida em nós

O sentimento é a razão da vida em nós. No plano em que nos encontramos, nós evoluímos pelo aprimoramento do sentimento.Aqui, no Planeta Terra, nosso desafio maior é o de amadurecer nossas emoções e desenvolver o sentimento. A emoção é do corpo emocional e explode no corpo físico como uma onda de energia que sobe a partir do chakra sexual até o cérebro envolvendo nossos sentimentos e pensamentos. Por isso, quase sempre cometemos gafes ou atos violentos quando tomados por emoção descontrolada.O sentimento é do corpo espiritual e se irradia na alma pelo chakra cardíaco, pelo coração. Daí irradia-se a compaixão e o senso da razão, den...

Leia mais...

A Doença da Humanidade

Todo ser humano é produto de uma natureza infinitamente inteligente. Em espírito, torna-se humano quando está aprisionado ao corpo físico de matéria orgânica, que lhe permite experimentar as mais diversas sensações, da mais grosseira e brutal emoção da raiva extravasada em agressividade, ao sentimento mais refinado e nobre da compaixão.Mas a natureza humana é a mesma de tudo que existe na Terra. Então por que, nós humanos mais evoluídos que os animais adoecemos e sofremos mais que eles?– Porque só os humanos negam a sua natureza. Em vez de aprender a lidar com nossa natureza, nós a reprimimos, por força moralista de crenças e dogmas, ...

Leia mais...