Numerologia Cabalística, a Ciência do Autoconhecimento

Os números são a chave dos antigos conceitos da cosmogonia, em sua mais ampla acepção, considerados tanto física como espiritualmente, e da evolução da raça humana atual; todos os sistemas de misticismo religioso estão baseados nos números. A santidade dos números começa com a Grande Causa Primeira e única, e acaba com o nada, o zero, símbolo do Universo Infinito". (Helena P. Blavatsky, em "Isis sem Véu", vol. II, 407) 

A numerologia é uma ciência, apesar de ser assim negada pelas mentes científicas. Talvez a mais antiga das ciências, e princípio de todas as demais ciências, pois tudo o que existe é medido, pesado, contado, avaliado e dado significado por números, desde a criação do Universo até o mais remoto alcance da inteligência humana. Segundo o Dicionário Wikipedia, “em sentido amplo, ciência (do latim scientia, traduzido por "conhecimento") refere-se a qualquer conhecimento ou prática sistemáticos”, e no dicionário Aurélio é definida também por “conhecimento”, com as devidas variáveis. Logo, numerologia é ciência, pois possui metodologia e sistematização e resulta em conhecimento. 

Sendo a numerologia uma ciência, ela abre um campo de infinitas possibilidades para se descobrir o que ainda está oculto aos nossos sentidos físicos e não físicos. As descobertas são nada mais que o desvendar os olhos para o que preexiste, mas ainda não se conhece, e que passa a existir para nós a partir do momento em que é observado. Portanto, o que a ciência faz em suas descobertas é abrir as cortinas da visão para aquilo que já existe. Cada número representa um arquétipo universal, e tem uma “personalidade” distinta. Segundo Jung, “os arquétipos são imagens psíquicas do inconsciente coletivo, que são patrimônio comum a toda a humanidade”.

Ao estudar as características arquetípicas de cada número, fica evidente que eles são mais que simples sinais gráficos desenhados para quantificar e mensurar coisas. Eles trazem informações escondidas em códigos a respeito da vida, do ser humano e do universo. Por isso, eles são o princípio de tudo. A numerologia é a ciência que estuda os arquétipos numéricos para desvendar as informações contidas neles e aplicar no campo do conhecimento humano.  Ela desvenda a essência do ser humano através dos valores numéricos e seus significados arquetípicos, desdobrando as letras do alfabeto em valores numéricos para compreender o lado oculto dos nomes pessoais, e assim explicar certos eventos incompreendidos na vida do ser humano. No que concerne ao autoconhecimento, a numerologia, quando aplicada com seriedade e por metodologia e sistema coerentes, é um dos mais eficazes instrumentos para compreensão da personalidade humana, descrevendo com precisão suas características, seus dons, talentos e aptidões, os desafios e obstáculos, os aprendizados programados; desvendando segredos de seu passado e indicando tendências.

Não existem registros seguros acerca do surgimento da numerologia, no entanto, na Bíblia existem indícios de sua aplicação desde os primórdios da nossa civilização até nos tempos de Jesus, que mudou os nomes de alguns de seus discípulos para dar-lhes vibrações apropriadas e harmonizar o grupo. O se sabe é que ela existiu na antiga Caldeia, na região da Mesopotâmia, berço da nossa raça, há milhares de anos. 

Existem vários sistemas de numerologia e inúmeras interpretações para cada sistema. O mais popular aqui no ocidente, e especialmente no Brasil, é a Numerologia Pitagórica. Não sendo por isso a mais confiável. Na verdade, o que se lê em muitos livros e sites na internet, não condiz com a verdade, a começar pela atribuição a Pitágoras a autoria desse sistema. Qualquer mínimo raciocínio lógico derruba esta tese. Segundo Cheiro (Conde Louis Hamon, parapsíquico, vidente e estudioso das ciências ocultas, que viveu entre 1866 e 1936) Pitágoras estudou na escola caldeia e usava o sistema caldeu, que deriva da Gematria da Cabala. A Numerologia Pitagórica tem a sua aplicabilidade e eficácia, mas não se compara com a eficácia e precisão da Numerologia Cabalística. A diferença entre os dois sistemas é basicamente de tabela para conversão das letras do alfabeto em números. Na Numerologia Pitagórica, as letras do alfabeto são numeradas em sequencia de 1 a 9; na Numerologia Cabalística, denominada Numerologia Caldeia em alguns países e também por alguns numerologistas brasileiros, a tabela deriva do alfabeto Hebraico. É uma adaptação muito bem feita do nosso alfabeto ao alfabeto Hebraico, atribuindo a cada letra o valor correspondente a uma letra Hebraica, cujo arquétipo se ajusta. O alfabeto Hebraico é formado por vinte e duas letras, cada uma é um arquétipo universal. 

Segundo Yarà Marino Azeredo, estudiosa da Numerologia Cabalística, autora do livro “Número, Nome, Vida e Destino”, Ed. Roca, “A origem dos números, como das letras, perde-se no tempo. Segundo a Cabala, os números derivam do nome JEOVAH – Yod, He, Vau, He ou YHVH. As quatro letras no nome de JEOVAH deram origem aos Arcanos Maiores e Menores do Tarô: 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. O alfabeto cabalístico tem origem nesses 22 Arcanos Maiores: cada Arcano possui uma letra e um valor numérico. As letras da Cabala pertencem ao alfabeto hebreu que, por sua vez, derivou do sânscrito, que teria a sua origem nos caldeus, que o tomaram de civilizações muito antigas e desaparecidas. Assim também os algarismos, que nos legaram os árabes, tiveram a sua origem remotíssima, talvez mesmo transmitida por seres divinos ou vindos de planetas extintos. Os números e as suas vibrações são o alicerce do universo. Tudo pode ser transformado em algarismos, ou melhor, pode ser explicado por eles. Se os números regem o Universo, regem o homem em todos os aspectos de sua vida: seu nascimento, seu nome, seu sentimento, modo de ser e proceder e seu relacionamento bom ou mau com o seu próximo. Todos os números têm características positivas e negativas. Possuem vibrações harmônicas e conflitantes. Uma pessoa, durante a sua vida, está sob influência vibratória de muitos números que podem levá-lo ao triunfo, ou podem transformá-lo em um joguete da sorte. O conhecimento da Cabala deu origem à Numerologia: interpretação da vida humana pelas vibrações numéricas.” Yarà Azeredo Marino, advogada e estudiosa da Numerologia Cabalística, merece nosso respeito pela seriedade e fundamentação consistente em seus argumentos. 

Os números revelam praticamente tudo o que queremos saber a respeito da vida e do universo, mas para se ter a chave é necessário muito estudo. Na sua forma mais simples, voltada para o autoconhecimento através do estudo numerológico pessoal, a Numerologia Cabalística é acessível a qualquer pessoa comum, bastando que tenha interesse e vontade de aprender. O sistema é de fácil entendimento, e qualquer pessoa devidamente dotada de vontade e interesse aprenderá e poderá aplicar em sua vida pessoal e profissional, no seu trabalho ou negócios, ou tornar-se um numerólogo profissional. 

A numerologia tem muitas aplicações e sempre, em algum grau, ela nos remete às respostas que buscamos, seja para conhecer uma pessoa ou evento, ou para harmonizar a mente e as energias em ambientes e nas empresas. O Estudo Numerológico Pessoal (Mapa Numerológico), através da Numerologia Cabalística, engloba mais de vinte itens analisados e explicados, além de um poderoso apoio que é a assinatura planejada para vibrar com foco na prosperidade. Ela é, também, poderosa ferramenta dentro das empresas a tal ponto que, quando os departamentos de recursos humanos a adotarem avaliarão com muito mais precisão os candidatos a vagas e a promoções.   

Luìz Trevizani - 07/04/2018

 


© 2019 - Luz da Consciência